Veolia Water Technologies & Solutions

Data center economiza mais de 12 milhões de galões de água com o novo programa de torres de resfriamento da Veolia

 

Caixa de valores

 

Desafio

Os computadores, telefones e aplicativos que utilizamos dependem do acesso a incontáveis terabytes de dados. Os dados importante estão hospedados em data centers, enormes instalações semelhantes a armazéns que exigem sistemas de resfriamento eficientes e confiáveis para a operação contínua do servidor. Manter as condições adequadas requer muita água e o tratamento deve ser preciso, pois o superaquecimento pode comprometer os componentes internos e levar a paradas dispendiosas.

Com o aumento dos custos de água como uma das principais despesas, um data center em Illinois se propôs a encontrar uma nova estratégia de tratamento de água para reduzir sua demanda por água da cidade.

Solução

Esse data center recorreu à Veolia e sua abrangente combinação de produtos químicos especiais, soluções digitais e experiência no setor para elaborar um plano para aumentar a eficiência do sistema de resfriamento.

A Veolia determinou que o tratamento de resfriamento alcalino em uso, embora adequado para evitar corrosão e deposição pelo sistema, estava limitando os ciclos de concentração da torre de resfriamento, causando altas taxas de purga e aumentando a demanda por água de reposição.

A Veolia sugeriu a alimentação de ácido sulfúrico para diminuir o pH e a alcalinidade, reduzindo, assim, o potencial geral de incrustações da água. Combinado com sua tecnologia patenteada de dispersante GenGard*, este novo programa de tratamento possibilitaria ciclos mais altos de concentração, reduzindo as taxas de descarga e a ingestão de água doce.

A Veolia instalou o controlador TrueSense* Ready-Set-Go (RSG) para monitorar o pH e alimentar o ácido sulfúrico no sistema de resfriamento. Essa automação simplificou o trabalho dos operadores do data center, permitindo alarmes e monitoramento remotos.

Resultado

Com esse novo programa de tratamento, os ciclos das torres de resfriamento foram ampliados de 4 ciclos para 8 ciclos.

A quantidade de água necessária para operar o sistema caiu 50%, resultando em mais de 12 milhões de galões de água economizados. A redução no uso de água e produtos químicos equivaleu a aproximadamente US$ 150.000 em economias de custos associados.